Sobre Ansiedade e complexo de inferioridade

De repente, ansiedade. Ela estava escondida ali havia uns bons dois dias, desde quando tive clareza mental o suficiente para entender que algumas coisas não vão mudar só porque eu quero que elas mudem. O gatilho veio de fora, como normalmente acontece, mas, desta vez, ele me incomodou de um jeito diferente. Ele me cutucavaContinuar lendo “Sobre Ansiedade e complexo de inferioridade”

De volta para os anos 80

Pequenas resenhas dos meus minicontos favoritos De volta para os anos 80 é uma coletânea de 35 minicontos escritos pelos alunos do curso Formação de Escritores da Metamorfose, que, como o título deixa claro, tratam de algum assunto relacionado aos anos 1980. Já fiz um post no meu Instagram sobre o livro, mas achei queContinuar lendo “De volta para os anos 80”

Luz em meio ao caos

Estamos vivendo em um universo paralelo, isso é um fato. Em algum momento, atravessamos alguma barreira invisível enquanto a Terra girava e acabamos em um lugar onde não pertencemos. Sabe esse monte de gente antivacina e bolsonarista? Então, essas pessoas são parte deste universo novo; as pessoas do nosso mundo ficaram lá no nosso mundoContinuar lendo “Luz em meio ao caos”

Indicados ao Oscar 2021– filmes baseados em livros

Todo ano é a mesma história: me proponho a ver todos os filmes indicados ao Oscar e, depois, me esqueço completamente. Este ano foi um pouco diferente, graças a uma alma caridosa no Instagram que compilou em um template todos os filmes, curtas e documentários indicados para a 93ª edição da premiação. Com isso, conseguiContinuar lendo “Indicados ao Oscar 2021– filmes baseados em livros”

Não sigo de volta

E por que isso não deveria importar De vez em quando, gosto de analisar quem eu sigo no Instagram e se vale a pena continuar seguindo essas pessoas. Faço isso porque, por mais fútil e estranho que isso possa parecer, eu fico muito chateada quando não consigo acompanhar o conteúdo de todo mundo. É lógicoContinuar lendo “Não sigo de volta”

A edição de um livro influencia o ritmo de leitura?

Eu sempre achei frescura das pessoas quando as via falando de as páginas do livro serem brancas, ou finas demais, ou que um capítulo termina e, na mesma página, outro começa. Sempre pensei: “Nossa, mas o mais importante não é a história? Se a história for boa, você vai ler de qualquer jeito.” Mas aContinuar lendo “A edição de um livro influencia o ritmo de leitura?”

Tela azul

Eu não aguento mais tanta gente morrendo. Eu não aguento mais estar 5 dias atrasada nas tarefas (de acordo com meu planner). Eu não aguento mais não aguentar mais e continuar aguentando, como dizia um post que vi ontem no Instagram. O mais triste é saber que não estou sozinha. Geralmente, não estar sozinha éContinuar lendo “Tela azul”

O Globo de Ouro de Gillian Anderson e o que isso tem a ver comigo

Eu comecei este post querendo ser profunda, mas a escrita não estava fluindo. Isso, para mim, é sinal de que estou escrevendo errado, sem coração. O que eu queria falar mesmo era de como meu coração se encheu de ver Gillian Anderson ganhar o segundo Globo de Ouro de sua carreira, de como eu aContinuar lendo “O Globo de Ouro de Gillian Anderson e o que isso tem a ver comigo”

O cocô do cavalo do bandido

O cocô do cavalo do bandido voou e foi parar no cérebro da moça que nada tinha a ver com a história. Uma artista em corpo de professora mal paga e completamente desvalorizada em todos os sentidos. E, de pensar tanto em sua impotência, acreditou ser incapaz. Invisível. O sonho era grande e ela estavaContinuar lendo “O cocô do cavalo do bandido”

Sem gentileza – Futhi Ntshingila

As primeiras páginas de Sem gentileza, escrito pela sul-africana Futhi Ntshingila, ditam a intensidade do que teremos pela frente. Mvelo, 14 anos, cuida sozinha da mãe com aids e precisa vasculhar os lixos em busca de comida para poderem sobreviver. Esta situação está destacada em um trecho que escancara as diferenças entre as classes: Nós,Continuar lendo “Sem gentileza – Futhi Ntshingila”