Publicado em Outros textos

A edição de um livro influencia o ritmo de leitura?

Eu sempre achei frescura das pessoas quando as via falando de as páginas do livro serem brancas, ou finas demais, ou que um capítulo termina e, na mesma página, outro começa. Sempre pensei: “Nossa, mas o mais importante não é a história? Se a história for boa, você vai ler de qualquer jeito.”

Mas a vida tem aquele jeitinho especial de nos mostrar quando estamos errados simplesmente nos fazendo passar por determinada situação. A minha situação está sendo com a experiência de leitura de A sombra do vento, de Carlos Ruiz Zafón. O livro está incrível, a história é muito boa, as personagens todas são muito bem construídas, não há descrições muito desnecessárias… enfim, tudo o que um livro precisa ter para me agradar.

Mas a leitura não anda.

Sabe aquela sensação de ter lido por uma hora ininterrupta e continuar na mesma página?

Fiquei me perguntando o porquê de um livro aparentemente curto e “simples” estar se arrastando tanto, até que cheguei a uma conclusão: é a edição.

Uma mão segura o livro A sombra do vento em frente a um fundo bege. A foto está com algumas sombras. No canto esquerdo, a marca d'água do blog/instagram: Nane Verso 2021 dentro de um triângulo.
Edição de A sombra do vento que tenho

A edição na qual estou lendo é da editora Objetiva, com 341 páginas. Só que são 341 páginas com capítulos que começam na mesma página em que termina o outro e, pode ser apenas impressão minha, mas sinto que as margens são um pouco menores do que as dos livros que estou acostumada a ler. A leitura “não anda” porque a diagramação não é exatamente convidativa para mim.

Há alguns anos, passei por um programa de reabilitação alimentar em que aprendi que os olhos são parte importante da refeição; um prato bonito de se ver tem muito mais chances de me fazer comer de maneira saudável do que um prato arrumado de qualquer jeito. E chego hoje à conclusão de que isso serve também para os livros.

Talvez seja esse o motivo de todo mundo dizer que a leitura no Kindle rende muito mais do que a leitura em um livro físico; afinal, você pode personalizar sua experiência de leitura, com as fontes e margens que julga mais adequadas, além de não precisar ficar ansioso de ver os números de páginas não passando, se não quiser.

Este post, então, é um pedido de desculpas a todas as pessoas que julguei. Hoje entendo suas “dores” e concordo que uma boa edição pode, sim, influenciar a experiência de leitura.

Autor:

Leitora assídua, tradutora, intérprete (sim, são duas coisas diferentes), bookstagrammer, escritora em construção. Hipérbole é meu nome do meio.

4 comentários em “A edição de um livro influencia o ritmo de leitura?

  1. Muito interessante. Exceto quando a fonte é tão pequena que chega desesperar, nunca tinha parado pra pensar em como a diagramação pode afetar nossa relação com o livro e, consequentemente, o ritmo de leitura.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s