De volta para os anos 80

Pequenas resenhas dos meus minicontos favoritos De volta para os anos 80 é uma coletânea de 35 minicontos escritos pelos alunos do curso Formação de Escritores da Metamorfose, que, como o título deixa claro, tratam de algum assunto relacionado aos anos 1980. Já fiz um post no meu Instagram sobre o livro, mas achei queContinuar lendo “De volta para os anos 80”

Sem gentileza – Futhi Ntshingila

As primeiras páginas de Sem gentileza, escrito pela sul-africana Futhi Ntshingila, ditam a intensidade do que teremos pela frente. Mvelo, 14 anos, cuida sozinha da mãe com aids e precisa vasculhar os lixos em busca de comida para poderem sobreviver. Esta situação está destacada em um trecho que escancara as diferenças entre as classes: Nós,Continuar lendo “Sem gentileza – Futhi Ntshingila”

Contos ordinários de melancolia

Um livro que chama a atenção pelo título; melancolia para uma melancólica. Existe melhor combinação? A resposta é: sim, existe. Contos ordinários de melancolia é uma leitura daquelas TÃO peculiares e TÃO experimentais, que, em determinado momento, estamos lendo tanto pela arte daquela junção de palavras toda quanto pela história que está sendo contada emContinuar lendo “Contos ordinários de melancolia”

Fiat Lux!

A luz que queima é a mesma que acende? Um bombeiro que coloca fogo poderia, em algum momento, enxergar que sua profissão não era bem assim nos primórdios? O fogo que o consome é pela destruição ou pela curiosidade de algo mais? Fahrenheit 451 não é novidade para ninguém. Considerado um clássico da literatura, oContinuar lendo “Fiat Lux!”

Fugi da trilogia. Ela me encontrou. Formamos um bom par.

Livros que não são únicos me dão preguiça por vários motivos, o principal deles é: provavelmente vou ter esquecido a história do anterior quando finalmente ler o próximo. Assim, quando me surpreendi com A bússola de ouro, primeiro livro da trilogia Fronteiras do Universo, logo adicionei sua continuação – A faca sutil – à lista,Continuar lendo “Fugi da trilogia. Ela me encontrou. Formamos um bom par.”